Lidando com o mercado dos eletrônicos

O mercado dos eletrônicos (smartphones, computadores, tablets, etc) é frustrante. Você compra algo, pra pouco tempo depois cair o valor, ou então lançar uma versão nova muito melhor pelo mesmo preço.

Quando comprei um Mac Mini, há alguns anos, olhei por um bom tempo o valor, configuração, etc. Convenci a mim mesmo que o compraria para programar e criar aplicativos para iPhone e assim ficar rico (promessa nunca cumprida, na verdade, fiquei mais pobre com a compra). Quando finalmente me decidi por comprar, paguei R$ 2700,00 no aparelho.

Um mês depois, a Apple decidiu baixar o valor do aparelho para R$ 2000,00. Perdi R$ 700 por não esperar um mês.


Meu amigo @mateuschmitz comprou um smartphone novo para aposentar uma porcaria velha que ele tinha. Menos de um mês depois anunciaram um aparelho muito mais legal, muito melhor, cujo preço provavelmente vai ser bem semelhante.


Então, meus amigos, como lidar com as constantes frustrações do insano mercado tecnológico? Eis algumas dicas que a vida me ensinou:

  1. Após comprar algo eletrônico, não olhe coisas semelhantes no mercado ou nas notícias por um tempo. – Isso evita que você veja aquela outra coisa muito mais legal e nova, que vai deixar a sua defasada instantaneamente. Ainda, evita que você perceba que fez uma cagada ao comprar precipitadamente, caso o preço caia.
  2. Não desanime se seu coleguinha aparecer com algo melhor que o seu pouco depois da sua compra. – Lembre-se que outro aparecerá em poucos dias com algo melhor ainda, e essa será sua vingança contra o filho da puta.
  3. Aprenda a diferença entre necessidade e desejo. – Você pode querer um Samsung Moto Galaxy G X Note Dual LG Quad Core CPU Lollipop Ultra Mega. Contudo, de nada adianta você ter tudo isso só pra ouvir música e abrir o Twitter. Se você precisa de pouco, compre pouco. Pegue algo mais barato, assim a decepção não vai ser tão grande, afinal, você não gastou tanto mesmo.
  4. Contente-se. – Lançaram um smartphone novo? Legal. O seu não dá mais conta do recado? Se dá conta, não tem porque substituí-lo. Isso é nada mais que um complemento à dica 3. Resista à tentação.
  5. Conforme-se. – O mercado de tecnologia é assim. Eles fazem de tudo pra você gastar o máximo possível e com a máxima frequência possível, mesmo que desnecessariamente. Cabe a você ceder ou resistir.

“Ah, mas eu tenho dinheiro pra andar com tudo do último modelo.” – Você rico.

Então compra, ué.

“E você? Cumpre essas regras todas?” – Você malandrinho.

Não, realmente não. Caio em muitas tentações desnecessárias. Às vezes me decepciono com uma compra que se torna “obsoleta” por um lançamento mais recente. Mas estou tentando me controlar e aprender, e colocar cada vez mais em prática.